Cinema e Literatura

Livro: Deuses Americanos – Neil Gaiman


Neil Gaiman é sem dúvida um dos escritores mais sensacionais de nossa época. Destacou-se com a incrível série em HQ, Sandman, originalmente publicada pela Vertigo, selo da DC Comics.

Mas hoje irei falar sobre o livro Deuses Americanos, publicado em 19 de junho de 2001 e trazido para o Brasil no ano sequente. Me lembro que, em 2002, descobri que meu anime favorito, Cavaleiros do Zodíaco, estava sendo publicado por aqui, em mangá. Lembro também que, em algumas partes de dentro das contracapas dos mesmos, vinham algumas propagandas impressas de Deuses Americanos, lançado pela Conrad, a mesma editora dos cavaleiros na época. Sempre quis ler aquele livro, desde que vira as tais propagandas.

Este ano, fui até a livraria de um shopping de Porto Alegre, comprar a Sociedade do Anel, na versão de capa desenhada por Tolkein, porém, não tinha. A moça da livraria (Que, por sinal, era uma linda ruiva) perguntou: “Não quer outro livro?”. E do nada, quase sem pensar, falei: “Deuses Americanos” (O da terceira edição com uma capa vermelha, mas queria muito o da capa da primeira edição, pois era legal demais).

deuses-americanos

Capa da primeira edição, na esquerda e, capa da edição atual, na direita.

Voltei com o livro para casa e comecei a ler no meu horário de leitura: Indo para o trabalho.

Neil Gaiman conta a história de Shadow. O protagonista fora preso por espancar alguns homens em um bar, após eles terem faltado o respeito com sua esposa.

Próximo a deixar a prisão, Shadow recebe a notícia que será liberto um dia antes, devido sua esposa ter morrido em um acidente automobilístico, junto de seu melhor amigo, enquanto os dois estavam “ocupados” dentro do carro.

No meio do caminho para o enterro, Shadow conhece um velho muito estranho, bem vestido e que gostava de beber Jack Daniel´s. O velho lhe oferece um emprego e parece saber quem Shadow era. O protagonista, então, aceita. Após enterrar sua esposa, Shadow, começa a viajar com o velho, tornando-se seu segurança pessoal.

Ao passar do tempo, Shadow, descobre que o velho na verdade é Odin e que uma guerra está à beira de se iniciar, entre os deuses antigos e os novos deuses e, ele, está no meio disto.

Não vou me estender demais, pois a ideia não é encher vocês de spoiler.

Mas o que queria dizer é que, Neil Gaiman, em Deuses Americanos, consegue escrever uma obra de ficção com quebra cabeças incríveis, desviando atenção dos leitores e estabelecendo pontos exatos por dentro do livro onde junta ponto por ponto e prende o leitor com acertados ares de romance, fantasia e suspense. Cada personagem criado por Gaiman (E não são poucos) é capaz de cativar, tendo ele, simpatia ou não.

Neil Gaiman também é mestre em escrever obras que se passam em nossa época, com lugares reais e misturá-los em seu mundo de imaginação e criatividade. E isto é simplesmente sensacional neste livro, quando ele mescla mundos, épocas, histórias, estórias, lendas, mitos e crenças.

Se você está procurando um livro para ler e gosta do gênero, por favor, não deixe de conferir Deuses Americanos. E, se você não conhece a HQ Sandman (Ainda irá aparecer aqui no site), também a procure, pois as histórias que Neil Gaiman escreve, são obras obrigatórias.

 

 


Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.